ÚLTIMAS

Ivo tenta desviar foco da demissão de 600 professores em Sobral com ataque a Tasso


prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), ao típico estilo Ferreira Gomes, está tentando tirar o foco da sua gestão – que deu início à demissão de 600 professores da rede pública para não pagar o 13º – e usou, nesta quarta-feira (18), as redes sociais para atacar o presidente interino do PSDB, Tasso Jereissati, pela decisão do Senado que devolveu o mandato de senador a Aécio Neves, na noite de ontem (17).
Ivo ironizou a conduta ética de Tasso defronte a salvação de Aécio – que contou com o apoio de 44 senadores – e da presença de quadros do PSDB entre os ministros de Michel Temer (PMDB). Tasso já declarou publicamente ser contrário à manutenção do partido na base do Planalto e a favor da entrega dos quatro ministérios ocupados por tucanos.
Ivo, ainda na tentativa de desmoralizar o pré-candidato ao Governo do Estado, mas sem ter elementos para atacar Tasso diretamente, alfinetou o senador tucano: “O inferno são os outros”, sem lembrar das falcatruas que envolvem o nome do seu irmão Cid Gomes, acusado de receber R$ 24,5 milhões em propina da JBS, réu na Justiça Federal por tomar empréstimos irregular junto ao BNB, além das investigações acerca das obras faraônicas da Arena Castelão, Centro de Eventos e Acquario Ceará.
A tentativa de Ivo de desviar o foco dos desmandos da sua gestão para as decisões de Brasília acabou esbarrando em comentários de alguns sobralenses, que responderam o prefeito ressaltando a truculência do seu governo.
Confira:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários serão publicados após aprovação.
Comentários com ameaças, ofensas pessoais, pornografia infantil, conteúdos preconceituosos ou qualquer outro que viole a legislação em vigor no país serão excluídos.

Todo e qualquer texto publicado por meio do sistema de comentários não reflete a opinião do Forquilha Portal de Notícias ou de seus autores.