CORONAVÍRUS (COVID-19) BOLETINS EPIDEMIOLÓGICO FORQUILHACEARÁBRASIL UMA LUTA DE TODOS NÓS

Mil e uma histórias do chefe de gabinete evangélico que defende prefeito estuprador


 o chefe de gabinete da Prefeitura de Uruburetama, Beto Araújo, é evangélico fervoroso, mas gosta de uma mentirinha. Ontem, às 23h22, ele postou uma mensagem em seu perfil no Facebook dizendo que a casa do prefeito Dr. Hilson havia sofrido um atentado à bala. O problema é que o incidente aconteceu às 2h30 da madrugada de segunda, e o homem já vaticinava na noite anterior. Ele estava doido para soltar a mensagem e esqueceu que o “fato” precisava primeiro ocorrer.
Confira a postagem
Sempre mudando
Ao ver que estava virando motivo de chacota, Beto apagou a postagem e colocou outra, na manhã de segunda.
Veja
Mitômano
Quando o Ceará News 7 mostrou a incongruência dos fatos, o chefe de gabinete evangélico que acoberta o prefeito estuprador apagou a postagem do seu Facebook. Como pegou mal, Beto alegou que só quem poderia lê-la eram seus amigos de rede social — o que não era necessário ainda de manhã, quando todos podiam ver sua denúncia.
E tem mais
Ainda de manhã, Araújo resolveu dizer que todo o burburinho que estava acontecendo com sua postagem era devido a uma montagem. A postagem original ele não deixa ninguém ver, a não ser seus amigos de Facebook — segundo sua versão. Mas a desculpa esfarrapada está disponível para qualquer um.
A única forma que ele conseguiu de se defender foi circulando os horários das postagens. É lógico que uma publicação feita no domingo e vista na segunda aparece com a data de domingo. Diferente de uma postagem escrita na segunda, que aparece só o número de horas que ela está no ar.
Beto precisa saber que, quando se faz besteira na rede, não tem como consertar. Da mesma forma com as estripulias de Dr. Hilson nos consultórios públicos e privados de Uruburetama. Além de denunciado por  assédio sexual e estupro, o médico ginecologista foi acusado de pedofilia. Não tem desculpa que limpe essa lambança.
Confira a jeitinho de Beto, o presbítero, para se salvar


Postar um comentário

Comentários com ameaças, ofensas pessoais, pornografia infantil, conteúdos preconceituosos ou qualquer outro que viole a legislação em vigor no nosso país serão excluídos. Qualquer texto publicado por meio do sistema de comentários não reflete a opinião do Forquilha Portal de Notícias ou de seus autores.

0 Comentários