Ministério Público de Barbalha investiga aglomeração em cortejo simbólico do Pau da Bandeira.

Mesmo com decreto que proíbe aglomeração, bandeira simbólica em homenagem a Santo Antônio é hasteada em Barbalha.
O Ministério Público de Barbalha está investigando como procedeu a aglomeração durante cortejo simbólico do Pau da Bandeira de Santo Antônio no último domingo (31). Rildo Teles, capitão do Pau, foi identificado com organizador do ato e foi notificado pelo órgão, para dar esclarecimentos sobre o descumprimento dos decretos estadual e municipal, que solicitam isolamento social em razão da pandemia da Covid-19.
Além dele, a secretária de saúde, Pollyanna Callou, a Polícia Militar e pessoas que foram identificadas através de imagens divulgas nas redes sociais, foram convocadas a comparecer ao MP na próxima sexta-feira (05). A expectativa é que o procedimento seja concluído em até 15 dias.
Em nota, os carregadores do Pau da Bandeira já teriam explicado que o cortejo simbólico já estava programado, porém não houve divulgação e que o grupo acompanhando fez parte de uma manifestação espontânea. A Prefeitura de Barbalha também se manifestou, explicando que não tinha responsabilidade no cortejo.
Casos de Covid-19 no município
Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde Municipal nesta segunda-feira (01), Barbalha tem 72 casos confirmados e 143 suspeitos. Em todo o município, 432 casos já foram notificados.

Postar um comentário

Comentários com ameaças, ofensas pessoais, pornografia infantil, conteúdos preconceituosos ou qualquer outro que viole a legislação em vigor no nosso país serão excluídos. Qualquer texto publicado por meio do sistema de comentários não reflete a opinião do Forquilha Portal de Notícias ou de seus autores.

0 Comentários