Polícia Civil prende mulher suspeita de aplicar golpes em idosos em Quixadá

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Regional de Quixadá, prendeu, nessa quinta-feira (21), uma mulher suspeita de praticar o crime de estelionato em Quixadá – Área Integrada de Segurança 20 (AIS 20) do Estado. A investigada foi capturada em flagrante dentro de uma agência bancaria, em um dos estabelecimentos onde ela praticava a ação criminosa. Cartões e documentos foram apreendidos na ação policial.

Joelia Nascimento Pereira, sem antecedentes criminais, foi presa em flagrante após ter aplicado diversos golpes em desfavor de várias vítimas, geralmente pessoas idosas. Segundo informações policiais, a investigada oferecia ajuda as vítimas e, em um determinado momento, conseguia trocar os cartões, bem como realizar saques e empréstimos com a documentação de terceiros. Em posse das informações acerca da suspeita, os policias conseguiram identificar e localizar a mulher que já estava em um banco, tentado aplicar novos golpes.
Com ela, os policiais encontraram 19 cartão magnético e diversos documentos. Todo o material e a mulher foram conduzidos à delegacia. Joelia que confessou em depoimento a ação criminosa, foi atuada em flagrante por estelionato. A PCCE continua investigado o caso, a fim de identificar a participação dela em outros golpes na região.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), e para o (88) 3445.1047, que é o número da Delegacia Regional de Quixadá. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Postar um comentário

Comentários com ameaças, ofensas pessoais, pornografia infantil, conteúdos preconceituosos ou qualquer outro que viole a legislação em vigor no nosso país serão excluídos. Qualquer texto publicado por meio do sistema de comentários não reflete a opinião do Forquilha Portal de Notícias ou de seus autores.

0 Comentários