Resumo

20/Geral/ticker-posts

Suspeito de chacina em Caucaia morre em confronto com a Polícia durante perseguição

 Um homem foi preso e outros dois estão foragidos. Crime deixou quatro vítimas mortas.

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) está realizando buscas pelos suspeitos de participação na chacina que deixou quatro mortos na noite deste domingo (11), em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. Após o crime, um dos suspeitos morreu em troca de tiros com a Polícia.


Os quatro suspeitos de participarem da ação teriam fugido por meio do Matagal da Cigana, sendo perseguidos pelos policiais. Um dos homens, identificado como Robson de Souza, 22 anos, estava usando tornozeleira eletrônica que, segundo a Polícia, foi rastreada após solicitação da Delegacia de Caucaia.


Logo no começo da manhã, equipes das polícias Militar e Civil entraram no matagal e descobriram um acampamento dos suspeitos. Durante as buscas, os agentes foram recebidos a tiros e acabaram baleando Robson, que morreu no local. Ele seria o mandante do crime.


Um segundo suspeito foi preso. Os outros dois ainda estão foragidos, um deles portando uma metralhadora. Dois revólveres.38 foram apreendidos.


Um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e equipes da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil estão fazendo varreduras na área em busca dos suspeitos.


QUATRO PESSOAS MORTAS EM CHACINA  

Três homens e uma mulher foram mortos no bairro Parque São Gerardo, em Caucaia. Duas das vítimas foram alvejadas principalmente na região da cabeça. 


De acordo com testemunhas, eles estavam consumindo bebidas alcoólicas no cruzamento das ruas São Paulo com Esteban Rios quando foram surpreendidos pelos criminosos, que chegaram a pé.


Entre os mortos estavam o servente de pedreiro José Edinaldo Rodrigues da Silva, de 29 anos, e um adolescente de 15 anos.


À reportagem, a mãe do rapaz informou que ele não tinha nada a ver com a situação, e que havia ido à mercearia que fica próxima ao cruzamento para comprar doces e bombons.


Segundo Hugo Leonardo, titular da Delegacia de Caucaia, a ação foi um "revide" de um confronto entre organizações criminosas que atuam na área. A facção local teria entrado em território inimigo, o que gerou tiroteio "a esmo". Ainda conforme o delegado, as pessoas mortas não tinham envolvimento em crimes.


"Elas estavam na rua; dois deles eram pedreiros, uma moça que estava comprando churrasquinho e um rapaz que tinha ido comprar alguma coisa na mercearia", afirmou, acrescentando que os criminosos chegaram com "sadismo" durante o ato.


LINHA DE INVESTIGAÇÃO

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou, em nota, que as equipes seguem realizando buscas pelos criminosos. O órgão, inclusive, acrescentou que existe uma linha de investigação "com possível autoria identificada a cargo da Polícia Civil".


Um homem foi conduzido à delegacia, mas liberado em seguida por não haver indícios suficientes da participação dele no crime. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da PCCE e a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) estiveram no local da ocorrência e colheram os indícios que subsidiam os trabalhos policiais no momento. 

Comentários

0 Comentários