Resumo

20/Geral/ticker-posts

Oito pessoas suspeitas de participação nas mortes de pai e filho em Beberibe são presas

 Com o objetivo de elucidar um duplo homicídio que vitimou pai e filho, além de coibir a atuação de grupos criminosos no município de Beberibe, na Área Integrada de Segurança 18 (AIS 18), uma operação conjunta entre a Polícia Militar do Ceará (PMCE) e a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) foi desencadeada na manhã de segunda-feira (10) e encerrada na madrugada desta terça-feira (11). Ao todo, desde o dia do crime, oito pessoas foram presas, além de drogas, armas, dinheiro e outros bens que foram apreendidos.

>>Siga o FPN no Google Notícias<<

O trabalho começou após denúncias anônimas sobre as localizações de suspeitos de participação em um duplo homicídio, registrado no último sábado, 8 de maio, em Beberibe. Na ocasião, pai e filho de 63 e 25 anos, respectivamente, foram mortos dentro de uma casa localizada na Praia do Canto Verde. O crime, segundo as investigações, está relacionado à disputa de território por grupos criminosos. Um dos suspeitos, Eduardo Soares dos Santos (24), foi capturado poucas horas após o crime na cidade de Fortim (AIS 18).


Dando continuidade às diligências para elucidar o caso, PMCE e PCCE montaram uma operação iniciada na noite de ontem e finalizada na madrugada de hoje. “Esse grupo atuou em vários crimes em Beberibe. Além do duplo homicídio, eles ainda participaram de outras mortes e de roubos na cidade. Essas prisões certamente vão nos ajudar a chegar a outras pessoas envolvidas com grupos criminosos que disputam território na região”, comenta a delegada Ana Paula Scotti, titular da Delegacia Municipal de Beberibe.


Dayane Oliveira dos Santos (21), com antecedentes por crime contra a incolumidade pública, foi encontrada em um imóvel no bairro Sítio Onofre. Com ela, os policiais apreenderam dois rádios comunicadores, mais de 40 munições .40 e seis calibre 38, um celular, embalagens e uma balança de prisão, material utilizado para o tráfico de drogas na região.


Em uma casa de shows no bairro Lagoinha, policiais militares do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (​CPRaio) e investigadores da Polícia Civil prenderam três homens e uma mulher. Luiz Wesme Santos da Silva (26), com antecedentes por tráfico de drogas, comércio ilegal de arma de fogo e porte ilegal de arma de fogo; Jeremias da Mota Souza (25); Uri Carlos Anjos de Souza (21); e Evangela Ferreira de Assis (28), os três sem antecedentes criminais, foram encontrados.


Com o grupo, os policiais apreenderam uma pistola calibre 12, outra pistola calibre 38 com numeração raspada, uma quantidade de maconha e dinheiro. Em depoimento, a mulher ainda admitiu ter cometido crime de exploração sexual no estabelecimento. Informação que é investigada pela Polícia Civil.


Outras prisões

No bairro Planalto, os policiais civis e o Policiamento Ostensivo Geral (POG) da PMCE foram informados sobre a localização de Murilo Victor de Almeida Nascimento (19), com antecedentes por ameaça. O suspeito percebeu a aproximação das viaturas, pulou um muro e tentou fugir, mas foi capturado pouco depois em uma rua da região. Murilo revelou aos agentes de segurança o local do imóvel em que escondeu duas balanças de precisão, seis munições para calibre .32, uma quantia em dinheiro e uma quantidade considerável de drogas enterradas no quintal. Além disso, um celular, um relógio, duas televisões e um helicóptero de brinquedo controlado por controle remoto foram apreendidos. Objetos que a PCCE investiga a origem.


Por fim, José Leandro da Silva (20), com antecedentes por crime de roubo, foi preso em uma residência no bairro Choró Beberibe. De acordo com a PCCE, ele ainda tentou pular um muro para fugir, mas não conseguiu. Dentro da casa, os agentes de segurança apreenderam uma pistola calibre 9 milímetros escondida embaixo de um colchão. Uma quantidade de substâncias análogas à maconha e à cocaína, além de dinheiro, também foram encontradas no imóvel.


Mesmo após as sete prisões, as investigações serão mantidas visando encontrar outros suspeitos de participação no duplo homicídio e no crime organizado em Beberibe.

Comentários

0 Comentários