Resumo

20/Geral/ticker-posts

Pai, mãe e filho único morrem de Covid-19 em menos de um mês: 'A família acabou'

Em menos de um mês, pai, mãe e filho único da família Lorensseto Neder — moradora da Vila Pierina, na Zona Leste de São Paulo — morreram em decorrência de complicações da Covid-19. Clarice Lorensseto, 57, foi a primeira a apresentar os sintomas da doença, depois Ibrahim Neder, 61, e, por último, André Ibrahim Neder, 30.

Clarice deu entrada no hospital no dia 24 de abril, morrendo quatro dias depois, no dia 27, segundo o jornal Metrópoles. Ela apresentou sintomas de gripe e falta de ar. O marido, Ibrahim, já estava infectado, mas relutava em visitar uma unidade hospitalar. Ele acabou pagando um médico particular que receitou cloroquina e azitromicina, medicamentos sem eficácia comprovada no tratamento contra a Covid-19.


Com piora gradativa, a saturação do pai de André caiu para 50%, o impossibilitando de andar. Ele foi levado ao hospital com urgência e internado no dia 3 de maio, mas acabou morrendo no dia seguinte, uma semana depois da esposa.


O filho foi intubado no dia 7 de maio. Ele passou o aniversário na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Planalto, zona leste de São Paulo, no dia 19 do mesmo mês.


Em entrevista, Juliana, prima de André, acreditava que ele iria conseguir se recuperar, mas isso acabou não sendo possível por conta da inflamação que o vírus causou em seus pulmões. Ele morreu no dia 25 de maio, às 22h30. “Em um mês, a família acabou. Essa doença deixa um sentimento de impotência muito grande. Você não consegue ajudar, visitar nem se despedir. É difícil dizer o que sinto, é uma perda muito grande”, disse Juliana, que foi aos três sepultamentos.


Fora os três, a noiva de André e três tios também contraíram a doença, mas conseguiram se recuperar bem. Ibrahim e Clarice trabalhavam no mercadinho de bairro anexado à casa da qual eram proprietários há mais de 20 anos.


A família Lorensseto Neder estava na fila da vacinação contra a Covid-19. Os pais receberiam a primeira dose no início de maio.

Comentários

0 Comentários