Resumo

20/Geral/ticker-posts

Internos ganham oportunidade em nova empresa instalada no sistema prisional do Ceará

O remodelado sistema prisional do Ceará acaba de receber a instalação de mais uma empresa. Com a chegada da W.Jota, já são 9 companhias de variados segmentos, em diversas unidades prisionais do Ceará. A atual disciplina e segurança implementadas permitem que empresários direcionem seus investimentos e projetos dentro dos presídios do Estado, o que gera emprego, renda, remição de pena e ressocialização real entre os internos.

A W. Jota está instalada no complexo penitenciário de Itaitinga e possui área de produção de 300 metros quadrados. Todo o material produzido conta com mão de obra de 23 internos e 2 colaboradoras que atuam no treinamento e controle de qualidade.


Os internos já começaram a produzir imãs de geladeira e demais materiais gráficos, como sacolas, material promocional e impressos. A empresa é referência no mercado nacional na produção de imãs de geladeira.


Para o proprietário da W.Jota, Wilson Jr, foi surpreendente o resultado de produtividade dos internos. “Em 2016 fui convidado pela Sejus para conhecer o sistema penitenciário, mas só em 2019 após o início da gestão do Mauro que me senti confiante e seguro em iniciar a implementação da minha empresa. As principais vantagens em trabalhar dentro de uma unidade prisional são segurança, disciplina, produtividade e principalmente crescimento a curto prazo”, ressalta.


O interno Eder ousa, comemora a nova rotina dentro da unidade prisional. “Com essa oferta de trabalho estamos conseguindo nos tornar novas pessoas. Passamos o dia fora da cela, aliviando a mente e ainda aprendemos algo novo. Está sendo uma experiência única e agradeço ao Estado por essa oportunidade”, afirma.


O secretário Mauro Albuquerque ressalta a mudança do sistema após a secretaria investir em capacitação e educação. “O processo é progressivo e a implementação de empresas dentro das unidades prisionais é um dos resultados. Estamos dando dignidade aos internos e retorno à sociedade, preparando-os para retornarem como cidadãos ressocializados para o recomeço de uma vida nova”, conclui.


Cadeias produtivas

A instalação da W.Jota é parte do projeto Cadeias Produtivas. Em pouco mais de 2 anos, o programa já recebeu 9 empresas e em breve receberá mais uma instalação. O plano é fomentar um sistema prisional robusto com qualificação, trabalho e educação para todos os internos que cumpram pena no sistema prisional do Ceará. Nesse projeto, a metade do salário é enviada a família, 25% entre como depósito judicial para benefício futuro do interno em liberdade e os outros 25% retornam ao sistema prisional para investimento em melhoria.


Empresários ou industriais interessados podem entrar em contato com a Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso no telefone 3101-7714 ou através do email cispe@sap.ce.gov.br

Comentários

0 Comentários